FANDOM


A Lótus Vermelho é uma facção criminosa, de filosofia anarquista, gerada a partir de uma fragmentação da Ordem do Lótus Branco, após o término da Guerra dos Cem Anos. Segundo seus fundadores, o Lótus Branco, por sua servidão ao Avatar, perdeu o propósito inicial.

O objetivo do grupo era destituir as divisões sociopolíticas entre as Quatro Nações e os seus respectivos governos. O caos seria, como a lei natural do desenvolvimento, o regente das relações e do poder.

Com a libertação de seus líderes, após a Convergência Harmônica, Zaheer, P'Li, Ghazan e Ming-Hua, a Ordem se reestrutura e tenta a captura e a destruição do Avatar, uma vez que, o plano do uso de Korra como instrumento de dominação, havia falhado anos atrás. Unalaq, antigo chefe da Tribo da Água do Norte, era associado ao Lótus Vermelho, embora possuísse intenções egoístas de unir-se a Vaatu e tornar-se o Avatar Sombrio, escondendo sua participação no sequestro de Korra quando criança.

Após a morte de P'Li, Ghazan e Ming Hua e da captura de Zaheer, a Ordem dispersou-se e sua vigilância passou a ser mantida pelos Dobradores de Ar.