Fandom

Avatar Wiki

O Templo de Ar do Sul

319 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar

Aang dá a sugestão para ir para o Templo de Ar do Sul, lá ele mostra histórias do seu velho mentor e mostra para seus amigos os jogos que ele costumava a brincar. Depois de ter descoberto que a Nação do Fogo matou todos os Nômades do Ar, Aang fica com raiva e entra no Estado Avatar, alartando ao mundo que o Avatar voltou. Aang é acalmado pela Katara e Sokka, que dizem que agora ele é da família. Zuko e seu tio, Iroh conversam com Zhao, que descobre que o Avatar foi encontrado. Zuko desafia Zhao para um Agni Kai, e então, Zuko ganha.

SumárioEditar

Katara e Aang estão desmontando seu acampamento. Aang está planejando visitar a única casa que ele conhece, o Templo do Ar do Sul. Sokka quer dormir mais ainda. Muito ansioso para esperar, Aang pega um graveto e passa ele encima do saco de dormir de Sokka. Aang grita para Sokka que há uma cobra dentro do saco de dormir dele. Com horror, Sokka pula com seu saco de dormir gritando. Após cair no chão, Sokka percebe que ele estava brincando, mas agora que ele está acordado, eles poderão ir embora.

Príncipe Zuko chega no porto da Nação do Fogo. Seu navio precisa de uma importante reparação, conseqüência do encontro com Aang. Zuko quer que a reparação seja rápida para que eles não percam o paradeiro de Aang. Ele avisa Iroh para não mencionar o Avatar durante a hospedagem deles no porto, para que nenhum outro dobrador de fogo comece a procurar por ele. Zhao encontra Zuko e Iroh, dando boas vindas a eles no seu porto. Zuko e Iroh ficam sabendo da promoção de Zhao de Capitão para Comandante. Vendo como o navio deles está danificado, Zhao pergunta como que aconteceu. Zuko inventa uma história sobre uma invasão a um navio do Reino da Terra. Curioso, Zhao os convida para tomarem um chá. Zuko tenta sair dali, mas Iroh fala por eles dois, aceitando o convite.

A Gaang está voando em Appa. Sokka está faminto e eles não têm nenhuma comida. Katara conta a ele para esperar a possibilidade de que seu povo podem ter sido mortos pela Nação do Fogo. Aang está certo de que Katara está errada, pois a Nação do Fogo teria dificuldades em entrar no solo dos nômades por causa das alturas e de que eles não têm bisões para subirem até lá. Eles seguiram para o topo da montanha (acima das nuvens) e avistaram o Templo do Ar do Sul. Aang sente que está em casa.

Comandante Zhao está explicando o projeto vitorioso da Nação do Fogo para Zuko e Iroh tomando chá em sua barraca. Zuko duvida de que o plano irá funcionar. Zhao pergunta sobre a busca do Avatar para Zuko. Ele responde que ainda não teve sucesso. Zhao diz que ele não esperava nada diferente. Zuko olha para outro lado. Zhao percebe que Zuko está mentindo e tenta pressionar ele para contar a verdade. Zuko levanta para ir embora, mas os guardas do Comandante Zhao o param. Um dos soldados de Zhao entra na barraca e reporta que interrogou os tripulantes de Zuko e descobriu que Zuko teve o Avatar preso em seu navio mas o deixou escapar. Zuko não teve escolha sobre contar a Zhao a verdade.

Sokka ainda está com muita fome. Entretanto, Aang começa a dar umas voltas no templo com Katara e Sokka mas as coisas ficaram muito tristes imediatamente. Vendo sua casa abandonada, ele percebe como as coisas mudaram muito. Para alegrá-lo, Sokka se ofereceu para jogar bola de ar com Aang. Caído no chão após ser acertado por uma bola de ar, Sokka localiza um capacete da Nação do Fogo. Ele aponta para Katara aquilo e eles concordam em contar a Aang. Quando Aang segue para encontrá-los, Katara muda sua opinião e encoberta o capacete com neve. Aang quer mostrar a eles o resto do templo. Sokka pede a Katara para não esconder aquilo de Aang. Katara conta a Sokka que Aang poderia ficar arrasado ao saber que os dobradores de fogo invadiram sua casa. Eles foram ver a estatua de um monge. Aang introduz o monge como “Monge Gyatso”. Gyatso era mentor de Aang. Aang tem uma lembrança de 100 anos atrás de um dos dias que ele passou com Gyatso.

Gyatso está ensinando Aang como fazer bolos. Aang não está ouvindo. Aang está confuso com o conhecimento de que ele é o Avatar. Gyatso conforta Aang dizendo que ele ficará bem. Uma vez que Aang está velho o bastante para entrar no Santuário do Templo de Ar, ele irá conhecer alguém que irá ajudá-lo a virar um Avatar melhor. Gyatso e Aang fazem um treinamento de mira com a dobra de ar, atirando bolos frescos através do ar até as cabeças dos outros monges.

Retornando ao presente, Aang vai até o santuário do templo. Havia alguém que ele precisava ver. Katara está duvidosa se existe alguém fechado no templo por 100 anos. Sokka espera que aquela pessoa tenha comida. Para entrar no santuário, Aang tem que fazer uma dobra de ar. A porta abre e Aang fala “Olá!” E começa a andar para dentro da escuridão do templo, enquanto Katara e Sokka o seguem.

Comandante Zhao fica assustado em saber que um garoto de doze anos derrotou Zuko e sua tripulação. Zhao está indo caçar o Avatar agora. Zuko investe em Zhao com raiva, mas os guardas o seguram. Frustrado, Zuko chuta a mesa de chá.

O santuário do templo do ar é cheio por centenas de estátuas. Sokka fica muito desapontado por não ter trazido nenhuma comida. Katara e Aang observam o modelo da colocação das estátuas. Eles estão colocados na ordem do ciclo Avatar (água, terra, fogo e ar). A partir disso Katara descobre que essas estátuas eram vidas passadas de Aang. Todas as estátuas são de Avatares! Aang vai até a ultima estátua da ordem. Ele olha fixamente os olhos da estátua e entra em um tipo de transe. Uma sacudida de leve de Katara o tira do transe. Aang (de alguma forma) agora sabe que aquela é a estátua do Avatar Roku, o Avatar anterior a ele. Sokka reconhece Roku como um dobrador de fogo e pensa que é por isso que não confiou em Aang no começo. Os três ouvem um barulho e se escondem atrás de algumas estátuas. Pensando que é um soldado da Nação do Fogo, Sokka está pronto para atacar. Quando ele olha, descobre que é apenas um lêmure. Desesperado de fome, Sokka quer comer o lêmure. Aang quer pegar o lêmure como um bicho de estimação. Há uma corrida para ver quem vai pegar o lêmure primeiro. Katara fica atrás no templo enquanto os garotos correm atrás do animal. Pode-se ver que o lêmure pode voar. Aang pula fora da varanda do templo determinado em pegá-lo.

Comandante Zhao e seu grupo de busca estão quase prontos para navegar a procura do Avatar. Zuko está confiante de que ele irá capturar o Avatar primeiro. Zhao ri ao pensar. Um príncipe banido compete com um comandante? Zhao conta a Zuko que seu pai poderia deixar ele voltar para casa sem o Avatar se ele realmente o amasse. Tudo que Ozai vê em seu filho é falha. Zuko desafia Zhao para um Agni Kai ao pôr-do-sol. Após Zhao deixar a barraca, Iroh lembra Zuko sobre as conseqüências de seu último duelo Agni-Kai com um mestre dominador de fogo. Zuko não precisa nem se lembrar.

Após chegarem em segurança, Aang segue o lêmure e descobre uma sala onde um monte de corpos de soldados da Nação do Fogo deitados em volta do cadáver do Monge Gyatso. Aang começa a chorar. Sokka alcança Aang e vê que ele o fez ficar triste. Assim que Sokka tenta confortar Aang, o Estadp de Avatar de Aang se aciona e ele cria uma bola de ar gigante em volta de si. De volta ao templo, Katara observe que os olhos de todas as estatuas estão brilhando agora. Percebendo que Aang deve ter causado isso, ela corre para encontrar os garotos.

Nos templos da Água, do Fogo, e da Terra, estatuas de Avatares estão brilhando. No Templo do Fogo, os Sábios do Fogo correm para informar ao Senhor do Fogo que o Avatar retornou.

Após encontrar Sokka, Katara é informada de que Aang descobriu que os dobradores de fogo mataram Gyatso e os outros dominadores de ar. A raiva de Aang agora está o possuindo dentro de sua bola de ar gigante. Katara vai até a bola de ar para acalmar Aang.

É o pôr-do-sol e o Comandante Zhao e o Príncipe Zuko estão preparados para lutar. O ataque e a defesa mudam freqüentemente no duelo. Zuko finalmente consegue colocar Zhao no chão. Zhao espera Zuko matar ele em vitória. Zuko atira uma rajada de fogo ao lado da cabeça de Zhao prometendo na próxima vez que Zhao estiver em seu caminho, ele não irá hesitar em matá-lo. Ofendido em perder para o Zuko, Zhao manda um jato de fogo atrás de Zuko. Iroh para a rajada. Zuko quer lutar de novo, mas Iroh não o deixa estragar sua vitória. Iroh ensina Zhao sobre como ele foi desonroso e que Zuko é mais honrado mesmo expulso. Iroh ainda é educado o bastante para agradecer Zhao pelo chá. Assim que Zuko e Iroh deixaram a arena, Zuko pergunta a Iroh se ele realmente quis dizer aquilo que ele disse anteriormente. Iroh faz uma piada sobre o chá.

Katara acalma Aang dizendo a ele que mesmo sem Gyatso ele ainda tem uma família (Katara e Sokka).

Em frente a estatua de Roku de novo, Aang se pergunta como Roku pode ajudá-lo se ele está morto. O lêmure reaparece e ele tem uma variedade de frutas, deixando na frente de Sokka. Sokka não perde tempo em comê-las. O lêmure pula encima do ombro de Aang. Após o lêmure pegar a fruta de Sokka da mão dele, Aang decide chamar o lêmure de Momo. A gaang voa em Appa e Aang olha de volta para sua velha casa antes que desaparecessem acima das nuvens.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória