FANDOM


Unalaq foi o irmão de Tonraq que, após sua expulsão do Norte, tornou-se Chefe da Tribo da Água do Norte. O plano envolvia atrair as forças militares do irmão para a Floresta Guardiã do Portal Espiritual Norte, o que forçou os espíritos a entrar em conflito com a Tribo. Por suas habilidades, Unalaq controlou a crise e conseguiu o exílio do irmão. Unalaq, secretamente, era membro do Lótus Vermelho, facção anarquista que firmavia a ideologia do caos e, inclusive, auxiliou no sequestro da Avatar Korra. No fracasso, Unalaq encobriu sua participação.

Nas proximidades da Convergência Harmônica que coincidiu com o Festival dos Espíritos Glaciais na Tribo da Água do Sul, Unalaq, acompanhado de Eska e Desna, seus filhos, visita a terra de seus conterrâneos, liderados por seu irmão. Durante a reunião, oferece a Korra seus ensinamentos sobre práticas de controle espiritual, o que incita Tonraq a adverti-lo sobre a participação de Tenzin, filho de Aang, no treinamento da Avatar.

Durante um ataque de um Espírito das Trevas, Unalaq, graças a uma demonstração de seus poderes, convence Korra a tornar-se sua aprendiz, abandonando Tenzin.

Em seguida, ambos, juntamente com Mako, Bolin, Asami, Eska e Desna, partem para o Polo Sul, visando a liberação das Luzes do Sul através do Portal Espiritual. Na viagem, Unalaq revela o motivo da expulsão de seu irmão do Norte. Tonraq desiste da busca. O grupo, então, chega ao destino, após enfrentar alguns Espíritos Sombrios no caminho, Korra adentra a Floresta Guardiã do Portal Espiritual e o ativa.

Sob o pretexto de proteger a fonte das Luzes do Sul, Unalaq solicita tropas para manter seu controle na região. Os sulistas, inconformados, organizam uma reunião secreta na casa de Tonraq. Após um atentado, Unalaq prende o irmão sob a acusação de traição, sentenciando-o, através de um juiz corrupto, à cadeia perpétua . Korra não aceita o veredito e ataca o juiz na estrada que revela a participação perniciosa de Unalaq na expulsão de Tonraq da Tribo da Água do Norte. A Avatar invade a prisão e liberta o pai com seus aliados. Unalaq tenta impedir a fuga, alertando Korra sobre uma possível guerra entre as Quatro Nações, geradas a partir das tensões entre as Tribos da Água. A Avatar não deixa iludir-se e foge, em um navio de Varrick, com o grupo. Tonraq, porém, retorna e organiza uma rebelião. Mako, Bolin, Korra, Asami e Varrick (com Zhu Li) vão à Cidade República em busca de ajuda do Presidente das Nações Unidas.

Unalaq envia Eska e Desna para recapturar Korra. Ambos falham. O Chefe decide então usá-los em uma tentativa de abrir o Portal Espiritual do Norte, no Mundo Espiritual. Outro fracasso. Somente um Avatar (ser conectado aos Espíritos Raava ou Vaatu) pode abri-lo. Quando Korra e Jinora entram no Mundo Espiritual, Unalaq (com a ajuda de Wan Shi Tong) captura a filho de Tenzin e força Korra a abrir o Portal do Norte.

Tenzin, Bumi, Kya, Mako, Bolin, Asami, Varrick e Korra decidem retornar à Tribo da Água do Sul para deter Unalaq antes do início da Convergência Harmônica e resgatar a alma de Jinora, presa no Mundo Espiritual. Unalaq consegue aprisioná-los, porém, a Equipe Avatar liberta-se com a ajuda de Bumi. Tenzin, Bumi e Kya entram no Mundo Espiritual para salvar Jinora, enquanto Korra, Mako e Bolin tentam impedir Unalaq. Korra, porém, não consegue fechar o Portal Sul antes do início do evento. Vaatu é liberado e funde-se com Unalaq, criando o Avatar Sombrio. Os dois Avatares combatem de forma equilibrada, porém, quando estão próximos, Vaatu extrai Raava do corpo de Korra. Unalaq destrói o espírito e as Trevas emergem de seu corpo, criando a mais poderosa entidade espiritual das Sombras. Usando as luzes espirituais, parte para a Cidade República e inicia o caos.

Korra, sob os conselhos de Tenzin, usa a Dobra de Energia e projeta sua imagem astral para combatê-lo. Utilizando a Purificação de Espíritos, Korra, após salvar Raava do corpo possuído de Unalaq, o derrota e o bane para o Mundo Espiritual.

Ideologia políticaEditar

Unalaq tem como meta alcançar a harmonia com os espíritos através da destruição causada pelas trevas de Vaatu. Por isso, assim como os outros vilões que Korra enfrentou, cada um tinha sua ideologia política, o objetivo de Unalaq estaria ligado à teocracia, onde um escolhido pelos deuses governa. No seu caso, ele seria o Avatar Sombrio que governaria o mundo.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.